Empresas

Custo da construção civil desacelera em julho, diz FGV
O Índice Nacional de Custo da Construção - Mercado (INCC-M) ficou em 0,80% em julho, mostrando desaceleração ante a alta de 1,25% registrada em junho, divulgou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, 28. A taxa ficou dentro do intervalo das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo AE Projeções (que iam de 0,50% a 0,86%) e acima da mediana, de 0,72%. Até julho, o INCC-M acumula altas de 5,56%% no ano e de 7,22% em 12 meses. O grupo Materiais, Equipamentos e Serviços registrou variação positiva de 0,45% em julho, após o avanço de 0,37% apurado na leitura do mês anterior. Já o índice relativo a Mão de Obra, por sua vez, subiu 1,11%, após ficar em 2,05% em junho. Três das sete capitais analisadas registraram desaceleração em suas taxas de variação em julho ante junho (Getty Images) Três das sete capitais analisadas registraram desaceleração em suas taxas de variação em julho ante junho (Getty Images) Três das sete capitais analisadas registraram desaceleração em suas taxas de variação em julho ante junho: Belo Horizonte (de 0,15% para 0,12%), Recife (de 0,23% para 0,10%) e São Paulo (de 2,61% para 0,24%). Por outro lado, houve aceleração em Salvador (de 0,06% para 0,09%), Brasília (de 0,58% para 3,26%) e Porto Alegre (de 0,12% para 2,90%). No Rio de Janeiro, foi mantido o ritmo de alta (0,10%). Fonte: InfoMoney por Estadão atualizado 28/07/2014.
Ler + Notícias

Apoio:

Soluções em Aço

Representante Diniz Laskowski
Tel: (51) 9815-8222
MaxxiObras presente no evento do encontro de Construtoras em Capão da Canoa/RS.


Encontro dos construtores na Cidade de Capão da Canoa, num Happy Hours organizado pela MAXXIOBRAS, ArcelorMittal, TV Serramar e RH Gestão de pessoal, para trazer ao construtor as tendências de mercado.

Veja acima entrevista na TV Serramar
Companhia global, capaz de propor soluções diferenciadas em aço, sem, contudo, perder de vista as necessidades locais e as identidades regionais. A ArcelorMittal Brasil é uma das maiores produtoras de aços da América Latina. Possui 20 unidades industriais em pontos estratégicos no país. A capacidade de produção alcança 13 milhões de toneladas de aço bruto por ano e a pluralidade cultural, uma característica do Grupo mundial, também faz parte do cotidiano de seus 10 mil empregados.

Produtos para construção Civil

http://longos.arcelormittal.com